Rapunzel sem medo de se jogar!

Com direito a pipoca e malabarismo. Rapunzel saiu da clausura e foi se meter com um pessoal festivo, quase sem juízo.

Renato Moriconi já é velho conhecido por aqui. Nos últimos dois anos ele ganhou todas as atenções com o lançamento de seu livro ‘Bárbaro’. A nossa coluna de histórias fez rolar muito encantamento com o menino bárbaro de Renato, livro imagem que surpreende pelas referências da narrativa ocidental clássica e amplitude imagética (Bárbaro no Toda Hora Tem História).

Mas Renato não se lê com um livro só. O moço é artista plástico, graduado em Artes Plásticas e pós-graduado em Design Gráfico. Nascido em Taboão da Serra em 1980, vive atualmente na cidade de São Paulo. Dedica-se às artes gráficas desde 1994 e tem aproximadamente 50 livros publicados no Brasil, México, França, Itália e Coréia do Sul.
 Recebeu os prêmios “melhor livro-imagem” em 2011 e em 2014, e “melhor livro para a criança” em 2012 pela FNLIJ – Fundação Nacional do Livro  Infantil e Juvenil. Recebeu também o troféu Monteiro Lobato em 2014 da Revista Crescer e o prêmio de melhor ilustração editorial no 13º Salão Internacional de Desenho para Imprensa de Porto Alegre. Recebeu o Jabuti de “ilustração infantil” em 2014.

Atualmente, Renato ganhou prêmio extra sênior blaster com o nascimento do filho João.

Mas o que Renato tem de ver com Rapunzel e com a turma da pipoca malabarista que eu disse ser quase (quase) sem juízo?

A pipoca é uma editora ‘diferente’. Parece clichê chamar alguém de ‘diferente’ para elogiar, mas a diferença de fato acontece quando o mundo parece caminhar para digitalizações e plugs on/off e a Pipoca Press na valorização do simples, utilizando todo aparato sensorial para perceber o que pode ser um livro.

Carimbo, tipografia, costura, papel vegetal… Pipoca Press é a Manon e o Pedro e nasceu de uma vontade de produzir livros com um apelo bastante gráfico, com características bem próximas às da pipoca: divertido, acessível, sensorial e gostoso.

Pronto! Juntou a fome com a vontade de comer bem! Os pipoqueiros se juntaram ao malabarista Moriconi e fizeram duas versões imperdíveis da Rapunzel: um livro de parede, um livro de brinquedo, um livro que é pra além de visual, um objeto tátil.

A pequena coleção TRANÇAS é uma versão moderna da Rapunzel, que não tem medo de oferecer suas longas tranças para balanço de malabarista.

O objeto livro vem com gancho para ser pendurado na parede.

Uma ousadia sem tamanho desse pessoal que junta talento, bom gosto e generoso humor para provocar na gente uma nova leitura de mundo.

Ainda bem que falta o tal juízo de senso comum… Com a Pipoca Press a originalidade impera.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s