Sempre acabo tomando o caminho errado

que falta me faz um mapa

que me levasse pela mão

– fotografia de autoria desconhecida –

* poema colhido do capítulo ” Cartografias”, do “O livro das semelhanças”, de Ana Martins Marques.

São Paulo: Editora Companhia das Letras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s