MARIA CAIU NO MAR

Saímos pra passear

a bordo de uma canoa,

o mar estava bravo,

a Maria ia na proa.

A Maria, descuidada,

bem na hora da partida

foi logo pegando o remo

e esqueceu o salva-vidas.

A canoa balançou,

com o vento ia virar,

a Maria se assustou

e foi pro fundo do mar.

* trecho selecionado do poema MARIA CAIU NO MAR, de Sinval Medina.

** o poema integra a obra CANTISAPOS, HISTOCARÉS E CIRANDEFANTES, de Sinval Medina e Renata Bueno, edição Companhia das Letrinhas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s