nosso jardim

Não sei se vocês são do tipo que desviam o olhar para observar uma árvore, ou uma flor, ou um passarinho, ou um tatu-bola, ou uma criança, ou um pedaço de papel escrito a mão. Eu sou desse tipo.

Foi justamente isso que fez brotar um livro na minha cabeça. Depois de uma jornada no parque público com agapantos dançarinos e tenores bem-te-vis, resgatei em mim  o enorme desejo de brincar de bióloga. Resultado: um caderninho de anotações em versos sob título Poemas do Jardim, primeiro catálogo de brincadeiras zoobotânicas.

Durante meses pesquisei as espécies que eu via no parque, também as que eu gostaria de ver. Não caberia tudo, obviamente, porque a vida de um biólogo termina antes de findar o número de seres vivos na terra… Havia somente um pequeno grande problema: eu não desenho e um verdadeiro catálogo de pesquisa não poderia ser apresentado sem imagens que correspondessem ao maravilhamento.

Nesse momento entrou em cena a minha sorte trazendo Tati Moes na garupa de um cavalo alado – nos melhores sonhos. Com sua grandeza de traço e leveza de cor, além do marcante humor que aparece vez por outra em diálogos com o leitor mais atento, Moes fez brotar nosso jardim.

Duas no jardim é sempre infinitamente melhor do que uma só. Imaginem três…

Ontem, para dar cereja ao bolo, recebi os comentários de Karin Krogh sobre o livro, Karin que além de escritora e poeta, é cientista de carreira e formação (pasmem). As palavras de Karin transcrevo abaixo, sobre a leitura de Poemas do Jardim, e convido a todos para um passeio de miudezas.

“O semiólogo francês Roland Barthes indagou certa vez: ‘

Nunca lhe ocorreu, ao ler um livro, interromper com frequência a leitura, não por desinteresse, mas, ao contrário, por afluxo de ideias, excitações, associações? Numa palavra, nunca lhe aconteceu ler e levantar a cabeça?’

E foi desta maneira que eu li o livro “Poemas do Jardim. Primeiro catálogo de brincadeiras zoobotânicas poético-ilustradas” de Penélope Martins e Tati Móes, publicado pela Cortez Editora.   A cada poema lido, um levantar de cabeça e um olhar para o que estava a minha volta buscando associações e me deliciando com o jogo de ideias que borbulhavam em meus pensamentos.   Livro para ser lido de diversas maneiras: sentado na grama no mais completo sossego, com olhos de contemplação ou com olhos analíticos de um cientista à procura do dono do poema ou, ainda, quem sabe com olhos de brincadeira, como uma gincana! Quem achar o bicho ou a planta no jardim primeiro será o vencedor!

Um livro para sentir a terra onde os pés se apoiam, nossos pés-raízes. Observar que há um mundo ali embaixo, repleto de movimento, uma verdadeira sociedade de diferentes, convivendo no vai e vem de cada um.

Este é o convite que o livro nos faz: pare e admire!

Um poema para cada participante deste jardim, Tati Móes vai semeando com suas ilustrações entre as palavras de Penélope Martins, assim, tudo se torna uma coisa só, um complemento do outro, por vezes suaves, por outras extremamente divertido.  Versos livres se encontram com limeriques, a arte da poesia e da aquarela com a ciência, tudo na mais completa harmonia, digna de um jardim que se preze.  O livro foi dedicado à Mary Ward, uma cientista que se dedicou ao estudo da vida microscópica, por isso, cada personagem deste mundo poético vem com seu nome científico e ao final deste caminho, já na última página encontramos dicas de sites para quem quer continuar a pesquisa.

Poemas no Jardim nos mostra que enquanto houver linguagem a arte e a ciência são infinitas e podem, sim, caminhar juntas.”

Anúncios

3 comentários em “nosso jardim

  1. Gente, o livro é lindo de viver ! E gostei muito de saber como ele “nasceu” na cabeça da super-mega-engraçada-e-crânio Penélope. E sim, eu paro para ver a árvore, os pássaros e sorrio porque viver a vida é isso mesmo, ver, sentir, amar todas as coisas do mundo. Um abração, sucesso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s