todo mundo tem um pouco de índio dentro de si

Tupilicando com César Obeid revisitei minha porção indígena (que não é pouca) para visitar as raízes da nossa rica língua portuguesa falada no Brasil.

O português com açúcar, como me disse a escritora Alice Vieira, nasceu da fusão de muitas línguas, mas essa sonoridade aberta que aplicamos no “É” do nosso pé, ou o ininterrupto Ó carinhoso da palavra Avóóó, são frutos da pronúncia TUPI.

Em Tupiliques – Heranças Indígenas no Português do Brasil, César Obeid convida a uma viagem pela nossa língua portuguesa-brasileira, passeando pela etimologia, os troncos linguísticos, pronúncias e dados históricos sobre a unidade da língua no território.

“Você já deve ter ouvido o português que é falado em Portugal e percebeu que é diferente do português falado aqui no Brasil, correto? E você já pensou no porquê de tantas diferenças? Uma das respostas está na língua tupi, um dos muitos idiomas dos nossos habitantes nativos na época em que os portugueses desembarcaram por aqui. Inúmeras palavras de origem tupi – da nossa fauna, flora, botânica (estudo das plantas), geografia (ciência que estuda os fenômenos físicos, biológicos e humanos da terra), toponímia (nome próprio dos lugares) etc. – foram incorporadas ao português falado no Brasil.

… jaguatirica, jacaré, piranha, maracujá… Muitas expressões, como ‘ chorar as pitangas’ (pirang quer dizer vermelho, ou seja, a pessoa chora até seus olhos ficarem vermelhos), também provém do tupi, uma língua que está muito mais próxima de nós do que imaginamos.”

Apelidei de tupiguesa,  gosto também de portupi, sei que desse SAMBA dançamos açucarada melodia de Hélio Ziskind (que é brasileiríssimo também) independentemente da cor que pinta nossa pele, olhos ou cabelos: “todo mundo tem um pouco de índio dentro de si”. Eu também sou TUPI!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s