Don Quixote and Sancho Setting Out - Gustave Dore
– Dom Quixote e Sancho, de Gustave Doré –

Sou marinheiro de amor,

E em seu pélago profundo

Navego sem ter esp’rança

De encontrar porto no mundo.

 

E vou seguindo uma estrela,

Que brilha no céu escuro,

Mais bela e resplandescente

Que quantas viu Palinuro.

 

Eu não sei aonde me guia,

E a navegar me costumo,

Mirando-a com alma atenta,

Cuidoso, mas não do rumo.

 

Recatos impertinentes,

Honestidade no apuro,

São as nuvens que ma encobrem,

Quando mais vê-la procuro.

 

Límpida e lúcida estrela,

Só teu clarão me conduz !

Extingue-se a minha vida,

Em se extinguindo a tua luz.

 

* Miguel de Cervantes, poema retirado da obra “Dom Quixote”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s