Diários de um Escritor

Acho que não é uma pergunta que ronda somente a minha cabecinha nem se trata de uma prerrogativa de um grupo de pessoas que quer dedicar a vida às palavras. Qualquer que seja a atividade, tipicamente humana a instantânea agonia do “há uma fórmula mágica para o sucesso”, e eu reforço com meu “há”?

O contar da mesma franca história pode passar por formatos tão diversos quanto diversos são os gostos dos leitores, mas, e eu diria aqui um carregado “MAS” com letra maiúscula e talvez negrito, algumas histórias são contadas com a tal fórmula mágica que apanha o maior número de vítimas: os leitores.

Para o público mais maduro que já é capaz de digerir sarcasmos, dores e crueldades íntimas (que são por vezes as mais desmedidas), recordo magnífica a obra “O Perfume”, do escritor Patrick Süskind.

Patrick estudou História Moderna e Medieval na Universidade de Munique e isso certamente influenciou a narrativa dos folhetins do “Perfume”. A história começou em série no jornal Frankfurter Allgemie Zeitung, reunida em livro posteriormente. O livro alcançou não só título de Best Seller como o topo desta lista. Mais tarde, a história foi para o cinema e rendeu o mesmo destaque pela qualidade impecável do roteiro.

Aliás, o livro já é um filme pronto. Não há uma cena que não seja capaz de induzir o leitor a imaginar cenário, vestuário, expressões, sabores e odores, com máxima relevância à descrição dos perfumes.

“O Perfume” é uma narrativa que coloca o leitor no meio do turbilhão do personagem principal que, ao contrário da maioria dos protagonistas, é um sedutor obsessivo cruel e desumano na satisfação dos seus prazeres.

No mesmo tom de protagonista imperfeito, sarcástico, tolo e até aproveitador, um Best Seller alcança o coração dos leitores mais jovens.

Trata-se de “Diário de um Banana”, do cartunista e roteirista de jogos virtuais Jeff Kinney. Um livro que certamente acertou na tal fórmula mágica da narrativa surpreendente que, mesmo não superando os brilhantismos literários noticiados pelas academias de letras, jamais poderá ser subestimado em seu valor.

A narrativa é simples, direta e com piadas do cotidiano. Os personagens são comuns demais. No meio da cena os desenhos em quadrinhos sobre folhas de caderno criam uma intimidade indiscutível entre o escritor e seu leitor.

Os outros personagens que circulam a vida do pequeno Greg, quer nas horas de escola, quer no ambiente familiar, também são expostos aos erros e acertos que todos os outros mortais experimentam. Como eu disse, é uma narrativa de vida comum do ensino fundamental, com piadas comuns a todos nós e talvez seja esta a verdadeira piada.

Resultado: o livro é lido numa “sentada”, como se diz por aqui, com gargalhadas contagiantes.

Depois disso, veio o filme que também acertou na dose de humor, envolvendo os menores de (mais ou menos) 11 anos que se divertem mesmo fora do contexto enquanto os maiores se divertem com o transcorrer do drama de Greg.

Não costumo aceitar como bom um livro só porque ele vendeu milhões, nem sou muito atingida pelo balcão de frente das mega lojas de livros, mas no caso dos indicados hoje, o primeiro com maior dose de paixão porque é um dos livros que mais gostei, é mais do que certo dizer que ambos os escritores alçaram voos esplêndidos com a boa dose da tal fórmula perfeita do sucesso para a contação de suas histórias.

Fica a dica para os leitores mais experientes do livro “O Perfume”, de Patrick Süskind, publicado pela editora Record; e para os leitores de todas as idades de “Diário de um Banana”, de Jeff Kinney, editado pela V&R Editora juntamente com os outros livros da série.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s